Transição capilar. Mudança ou aceitação?

A hashtag #transição foi uma das mais postadas e comentadas durante o ano de 2020. Com a pandemia muitos salões foram obrigados a fechar as portas e as pessoas começaram a viver uma nova realidade.

Imagem da internet

O meu cabelo nunca foi totalmente liso. Costumo dizer que ele tem umas “ondas” que dão um volume. Mas, durante 23 anos a escova e a chapinha fizeram parte da minha rotina diária por causa do trabalho na televisão e os “padrões” exigidos na época. O meu cabelo sempre estava “arrumadinho”. Com a saída da apresentação, queria uma outra imagem, não tão “cara da TV”, e foi em 2019 que comecei o meu processo de #transição.

E eu vou contar uma coisa pra você. Não é nada fácil! A ajuda de um profissional é muito importante para não desistir. Conversei com a consultora de imagem pessoal Dália Castanheira que me ajudou muito e quero compartilhar o bate-papo.

Blog da Iara: Dália, eu acho que a pergunta mais frequente é “quanto tempo demora a transição capilar”?

Dália: Não fazendo um corte muito radical, demora em média um ano e meio a dois anos. Mas a boa notícia é que ao fim de 6 meses já notam os primeiros resultados.

Blog da Iara: Existem vários tipos de cabelos: crespos, cacheados e enrolados. É importante primeiro conhecer o seu?

Dália: Muita gente já nem lembra como eram os seus cabelos, outras não usavam os produtos adequados e às vezes acaba sendo uma agradável surpresa descobrir como é o seu cabelo.

Imagem da internet
1 – cabelo liso 2 – cabelo enrolado 3- cabelo cacheado 4- cabelo crespo

Blog da Iara: Nesse caso, como começar?

Dália: O ideal é procurar um profissional de confiança e conversar sobre o assunto. É bom iniciar assim, pois o profissional já vai dar algumas sugestões. Cada pessoa é um caso diferente. Tem as mais desapegadas, que cortam logo um pedaço enorme de cabelo e aquelas que vão mais devagar. É um desafio enorme, mas que vale muito a pena, pois a pessoa se redescobre.

Blog da Iara: Meu maior problema é controlar o frizz. O que fazer?

Dália: O frizz tem muito a ver com a umidade. São os cabelos mais curtos que não ficam alinhados, cabelos mais ressecados. Tem várias causas, mas felizmente hoje em dia temos vários produtos que ajudam a diminuir o frizz.

Imagem da internet

Blog da Iara: O tipo de produto influencia?

Dália: Com certeza! Raro algumas sortudas, a maioria das mulheres precisa usar produtos adequados ao seu tipo de cabelo. O ideal é procurar sempre um profissional para fazer um diagnóstico, porque só pesquisando na internet ou escutando as blogueiras, muitas vezes você compra produtos que não são aqueles ideais para a necessidade do seu fio.

Blog da Iara: Tem pessoas que querem tirar o alisamento, outras a coloração e tem aquelas que querem assumir os brancos.

Dália: Estamos num momento em que virou moda assumir o cabelo natural, em relação ao alisamento acho super válido. Em relação ao cabelo natural sem brancos, é super fácil, pois com as várias técnicas de mechas que existem nunca sabemos se é transição ou opção.

No caso dos cabelos brancos, já falamos de um assunto muito pessoal, a sociedade ainda tem uma certa relutância em relação aos cabelos brancos nas mulheres. Realmente o cabelo branco envelhece um pouco, passa uma imagem mais descuidada, nestes casos especificamente, não dá para seguir tendências, é muito importante que seja realmente isso que a pessoa queira, que esteja preparada para assumir.

A ajuda de um profissional é sempre necessária no meu ponto de vista.

Blog da Iara: Essa mudança é transição ou uma aceitação pessoal?

Imagem da internet

Dália: Em alguns casos é uma transição porque a pessoa simplesmente cansou e quer mudar. Em outros é uma aceitação pessoal sem dúvida, principalmente no caso dos cabelos cacheados em relação aos lisos, pois durante um tempo se cultivou uma cultura de cabelo liso que no meu ponto de vista hostilizou o cabelo cacheado e volumoso, quando na realidade são cabelos lindos. No caso dos cabelos brancos, às vezes é um cansaço, porque colorir mensalmente durante anos é exaustivo.

Blog da Iara: Qual a dica principal nesse momento?

Dália: São várias:

• procure um cabeleireiro que a ajude a fazer a transição, para ter um apoio e incentivo durante e nos momentos que queira desistir;

• Muita perseverança, não é fácil, mas não é impossível;

• Se dê ao direito de reclamar do seu cabelo, desabafar ajuda;

• Faça uma boa nutrição cada vez que lava;

• Nos dias mais desesperadores, agende uma escova;

• Faça um rabo de cavalo bonito ou um coque despojado;

• Use pomada ou gel para dar uma arrumada no frizz;

• Não esqueça que você “não é todo o mundo”;

Por último… Use o que a faz sentir confortável e feliz, considero essa a dica principal!!

 

ESPAÇO DE PERGUNTAS E COMENTÁRIOS

Escreva aqui a sua pergunta ou comentário.

Seu e-mail não será exposto aos visitantes deste site.


*