Mulheres que trilham

Trocar os saltos e sapatilhas do dia a dia, por botas ou tênis para caminhadas. Tem um grupo de mulheres que aproveita o fim de semana e feriados para fazer trilhas e entrar em contato com a natureza. O Blog da Iara, que adora uma aventura, pegou carona com as Trilheiras do Lavrado e percorreu cerca de 5 km para chegar à margem do rio Cauamé e tomar banho em um local pouco frequentado, já que o acesso não é para qualquer veículo.

A ideia de reunir apenas mulheres que gostam de atividade física em contato com a natureza foi da Raquel Leite Nunes. Apaixonada por trilhas, Raquel pratica o esporte cinco anos e decidiu reunir as amigas para fazer uma caminhada na praia. “Ficamos à vontade e foi tão boa a primeira aventura que decidimos repetir. O grupo aumentou e criamos as Trilheiras do Lavrado, com a intensão de conhecer o que Roraima tem a oferecer. O Estado é rico em belezas naturais e devemos aproveitar isso. Quando eu faço minhas trilhas e caminhadas, eu me conecto com Deus. Eu amo contemplar isso e com as amigas fica ainda melhor”.

A empreendedora Ana Vanessa Magalhães começou a praticar a atividade física com as amigas e agora não pensa em parar. “A primeira experiência foi linda e eu não conhecia. A gente teve que sair muito cedo e sentimos essa energia do amanhecer. Me perguntaram se eu tinha medo de fazer trilhas só com mulheres, mas acredito na força e na determinação da mulher. Juntas somos fortes, pois uma ajuda a outra”.

O desafio da Vanessa agora é subir a Serra Grande, uma trilha que não é considerada fácil. “Um trecho lindo e maravilhoso. Estou me preparando para a subida. Alimentação e atividade física diariamente para enfrentar esse desafio. Confesso que estou bem ansiosa”

A administradora Nara Andrade já conhece a trilha da Serra Grande e confessa que “é uma prova de resistência e uma experiência sensacional. Conhecer o limite do nosso corpo e estar em contato com a natureza são emoções que as pessoas devem sentir”.

Raquel Nunes dá um conselho para quem pretende começar: “só vai. É muito bom e com as amigas fica muito melhor, pois a gente tem mais liberdade. Meu maior sonho é fazer a trilha do Monte Roraima. Isso ainda vou fazer!”

Em tempo: eu faço trilha com essas mulheres. Também sou uma Trilheira do Lavrado, pois amo a aventura, o contato com a natureza, a superação de limites e, principalmente, compartilhar novos caminhos.

 

ESPAÇO DE PERGUNTAS E COMENTÁRIOS

Escreva aqui a sua pergunta ou comentário.

Seu e-mail não será exposto aos visitantes deste site.


*