Guarda-roupa inteligente

Você já abriu seu guarda-roupa e teve a sensação de ter muitas peças, mas sempre faltar alguma coisa. Então, que tal aproveitar e fazer uma limpeza no seu armário e transformá-lo em um guarda-roupa inteligente?

As dicas são da consultora de imagem pessoal, Dália Castanheira. Afinal de contas um armário organizado é a melhor arma contra o vício de comprar.

Blog da Iara: Além da organização, existe alguma fórmula para ter um guarda-roupa inteligente?

Dália: O guarda-roupa ideal é aquele em que você encontra as peças certas. Reduzindo a quantidade de opções, fica bem mais fácil escolher a roupa ideal para vestir. Vamos dividir por etapas:
1° Devemos começar por tirar tudo do armário e fazer uma triagem;
2° Separe em 3 pilhas: as peças que usa e que você adora; as que ainda não usou, que precisam de costureira ou que você tem algum apego; e por último a pilha das que não estão em boas condições, que não lhe ficam bem ou que estão fora de moda.
3° Da primeira e segunda pilha experimente todas as peças sobre as quais você tenha dúvida se ainda lhe servem ou se realmente ainda ficam bem. Nesta etapa, tem que ser implacável e impiedosa, só assim saberá o que é para guardar e o que é para esquecer. Sabe aquela saia que comprou, custou uma fortuna ou foi na promoção, mas que nunca tirou a etiqueta da loja, este é o momento de se desfazer.
4° Da terceira pilha escolha o que vai para doação ou levar para brechó.
5° Deve desfazer-se de tudo o que tiver muito apertado ou folgado. Aquelas peças que estão velhas é melhor se desfazer e deixar espaço para ventilação ou novas roupas.

Blog da Iara: Você falou em brechó e hoje em dia eles estão super na moda, principalmente pela questão da sustentabilidade! Esse pode ser um bom destino para as roupas que você não vai mais usar ?

Dália: Com certeza. Nunca esqueça que uma peça que você já cansou ou não lhe serve pode ter uma vida inteira no armário de outra pessoa.

Blog da Iara: Depois dessa triagem, tem mais alguma sugestão que facilite?

Dália: Uma boa dica é dividir as roupas em 3 grupos : os básicos, os essenciais e as tendências.
-Os básicos são a coluna vertebral do seu armário. Aquelas peças que usamos mais, por isso deve ter bastante atenção com elas. É importante que tenham qualidade, bom corte, bom caimento e que sejam bastante neutras.
São elas: lingerie, as camisetas, blusas simples, os jeans, as calças ou saias práticas, os sapatos baixos.
-Os essenciais por sua vez, são aquelas peças que criam o seu estilo e que fazem toda a diferença. São roupas que resistem ao tempo, às modas, aquelas que valem o investimento.
São elas: os casacos, vestidos diferentes calças, macacões, sapatos, umas botas ou aquela sandália.
– Já as tendências são as peças do momento. Essas têm um ciclo de vida reduzido e são quase descartáveis. São as peças que hoje estão “in” e na próxima estação estão “out”. Se não se identifica ou se não lhe ficar bem, é importante que não compre só porque está na moda.

Blog da Iara: E qual seria a dica da especialista para o guarda-roupa inteligente?

Dália: O guarda-roupa inteligente é aquele que, independentemente de ser um roupeiro simples ou um closet de estrela, permite que visualize rapidamente as peças que tem e com isso conseguir facilmente criar um look que vai te deixar bem com o espelho e principalmente com você mesmo.

 

ESPAÇO DE PERGUNTAS E COMENTÁRIOS

Escreva aqui a sua pergunta ou comentário.

Seu e-mail não será exposto aos visitantes deste site.


*