Recreio Musical – O intervalo dedicado à cultura

Com um sorriso farto no rosto ele cativa as pessoas. Uma história de vida que teve a música com o instrumental principal de transformação. Halisson Crystian não tem vergonha de comentar durante as suas apresentações, que enfrentou sérios problemas com as drogas e que usou a arte para cantar um final feliz.

O artista começou cedo. O pai é o cantor e compositor Ailton Cruz e a música fez parte do universo da sua infância. Aos 12 anos foi considerado revelação no 6* FEMUR – Festival de Música de Roraima. Foi só o começo. Halisson se transformou em um grande intérprete dos poetas da Amazônia e as parcerias com vários compositores permitiram a gravação de 3 CD´s (Cara, A flor e o beija flor e Meu grande amor).

Artista ¨alternativo independente¨, Halisson Crystian completa quase trinta anos de carreira e nessa fase mais madura resolveu compartilhar sua história e sua música por meio de um projeto musical. Em 2012, já casado com a produtora cultural e professora Jennifer Campelo e pai da Iandara (Uaila, o filho caçula, chegou depois), eles resolveram criar um projeto para levar música e a cultura da Amazônia para dentro das escolas públicas de todo o Estado.

Halisson sempre teve uma forte relação com as escolas e se apresentava de forma espontânea em colégios públicos e particulares e foi ai que surgiu a boa ideia de transformado o intervalo dos alunos no Recreio Musical. O projeto foi aprovado pela lei estadual de incentivo a cultura. “É uma atitude. Um projeto cultural com uma carga social. Criamos um repertório regionalista despertando nos alunos o amor pelas coisas que são nossas. Durante as apresentações levamos informações importantes para a formação dos estudantes. Os alunos têm a oportunidade de conhecer mais sobre a cultura, a história a arte da Amazônia”.

Durante o Recreio Musical os estudantes também participam das apresentações e vários talentos são revelados. O projeto já percorreu as escolas da capital e dos 14 municípios de Roraima com apresentações durante o dia e também para alunos que estudam a noite. Em 2019, o projeto deve continuar transformando o intervalo nas escolas públicas e levando informação sobre a cultura regional. “Ver os jovens cantando e participando das apresentações faz crer que estamos no caminho certo”, destaca Halisson Crystian.

 

 

 

4 Comentários

  1. Maravilha! Obrigado pela demonstração de carinho em cada palavra. O Recreio Musical é um projeto importante, confirmo isso com o retorno que recebo dos alunos, professores e gestores das escolas, os quais solicitam a continuidade do projeto.
    Gratidão Iara, você faz parte da equipe do Recreio Musical.
    Sucesso e vida longa ao blogdaiara

     

Escreva aqui a sua pergunta ou comentário.

Seu e-mail não será exposto aos visitantes deste site.


*